Joana Vasconcelos: Casarão

Joana Vasconcelos

As participações na Bienal de Veneza, em 2005 e 2007, firmaram em definitivo a carreira de JOANA VASCONCELOS no circuito internacional da arte contemporânea. A representação na Trienal de Echigo Tsumari, no Japão, em 2006, a exposição Contaminação, em 2008, na Pinacoteca do Estado de São Paulo, no Brasil e a participação na importante exposição colectiva Un Certain État du Monde? A Selection of Works From François Pinault Foundation Collection, realizadanoGarageCentreforContemporary Culture, em Moscou, em 2009, deram sequência a uma notável e singular carreira internacional. A mostra Sem Rede, até então inédita, foi apresentada em 2010 no Museu Colecção Berardo e constituiu um enorme sucesso junto ao público, estabelecendo-se como a exposição mais visitada na história de Portugal.

Por ocasião da Bienal de Veneza, em Junho 2011, a instalação “Contaminação” abriu a importante exposição coletiva inaugurada no Palazzo Grassi. Em 2012, JOANA VASCONCELOS realizou a magna exposição anual de arte contemporânea no Palácio de Versalhes, a convite do Presidente da instituição, Jean- Jacques Aillagon, dando seguimento ao programa de mostras no Palácio, iniciado em 2008. Depois do americano Jeff Koons, dos franceses Xavier Veilhan e Bernar Venet, e do japonês Takashi Murakami, JOANA VASCONCELOS é a primeira mulher e a mais jovem artista a expor em Versalhes.

O ambicioso projeto de JOANA VASCONCELOS proposto para Versalhes consagra uma selectiva escolha de obras a expor no interior do palácio e nos seus jardins.

O evento que se propõe para o Brasil reunirá diversas obras para espaços interiores e exteriores, muitas delas apresentadas em Versalhes, enriquecido com outro núcleo de obras fortemente representativas da carreira da artista, desde o início até à atualidade, e com destaque para a obras de grande porte.

A mostra JOANA VASCONCELOS no Brasil será o ápice da arte portuguesa da atualidade, tendo como foco a importância da linguagem da artista no marco da contemporaneidade e nas suas manifestações mais variadas, que vão da escultura até a instalação.

Outra parte da mostra estará composta por obras selecionadas de coleções privadas e públicas, museus e instituições, e obras pertencentes à artista, apresentadas pela primeira vez no Brasil.

 

Joana Vasconcelos no Brasil

É grande o interesse que o público brasileiro manifesta em relação à arte européia, no que se refere à cultura como legado histórico. Durante os séculos XX e XXI, são poucos os momentos que vinculam ambos países com a arte contemporânea, sendo esta uma manifestação de união e comunicação mais forte entre os povos.

Vivenciar o Portugal contemporâneo através desta grande exposição dignifica a cultura contemporânea e seu rico diálogo, construindo a memória atemporal da nossa época e o imaginário renovado pelos costumes, a linguagem e a herança histórica.

 

Sinopse

A exposição tem como objetivo garantir uma leitura crítica e atemporal da produção artística de JOANA VASCONCELOS dos últimos anos, focado no pensamento milenar da tradição artesanal e a manufatura dos próprios artefatos, numa renovada leitura onde arte e contemporaneidade se misturam.

As áreas de atuação da mostra no Brasil abordarão as mais diversas linguagens e modalidades expressivas do imaginário da artista. Obras de diferentes tamanhos serão expostas em três cidades brasileiras com uma duração aproximada de doze meses, completando um percurso crítico e lúdico do trabalho da artista.

A exposição JOANA VASCONCELOS no Brasil constitui uma experiência única para o público, pela sua beleza e múltiplos significados.

2014 / 2015.

© Todos os direitos reservado por: Arteon LTDA - 2021

Code7 - Boteria